Notas de Imprensa

"A votação obtida pela candidatura de Francisco Lopes no Litoral Alentejano, confirma a força do projecto colectivo que a candidatura projectou e afirma a necessidade de ruptura com a política de direita, e da mudança capaz de abrir caminho para um futuro melhor na região. Cada voto na candidatura de Francisco Lopes contou e contará sempre para a luta que vamos travar na defesa do desenvolvimento e progresso do Litoral Alentejano e de melhoria das condições de vida dos trabalhadores e da população.", refere, em comunicado, a Direcção da Organização Regional do Litoral Alentejano, que "saúda os militantes do Partido, os seus aliados do Partido Ecologista os Verdes e da Intervenção Democrática e os muitos independentes que se empenharam e participaram na batalha de esclarecimento e mobilização popular e contribuíram para um resultado positivo da candidatura de Francisco Lopes."

Naquele comunicado afirma-se, ainda, que a luta "vai continuar com uma concentração da Administração Pública no dia 19 de Fevereiro, no terreiro do Paço, nas acções convergentes dos dias 14 a 19 de Março e nas comemorações do Dia Internacional da Mulher (8 Março), do 25 de Abril e do 1º Maio."

PCP denuncia:

O Orçamento de Estado para 2011 vai conduzir o País à recessão económica, ao aumento do desemprego e da precariedade no trabalho, os trabalhadores vão ver os seus salários reduzidos, os reformados e pensionistas vão ver as suas pensões congeladas e degradadas, os abonos de família foram cortados drasticamente, as comparticipações nos medicamentos estão a ser reduzidas assim como os complementos solidários para idosos, os subsídios de desemprego e a acção social escolar.

Sample Image
PCP denuncia cortes no investimento público e nas transferências para às Autarquias Locais no Litoral Alentejano

A Direcção da Organização Regional do Litoral Alentejano (DORLA) do PCP, reunida a 15 de Janeiro de 2009, analisou a situação social e política e definiu as principais iniciativas para o calendário para o ano de 2009 que será completado com as iniciativas de pré campanha e campanha eleitoral para as eleições do Parlamento Europeu, Assembleia da República e Autárquicas.

Nesta conferência de imprensa aborda ainda a Campanha Nacional do PCP "Sim é possível ,uma vida melhor", denuncia o chumbo das proposta do PCP, por parte do PS e PSD, em matéria de PIDDAC.

  jcp-simbolo                         Mais um ano passa e milhares de estudantes vêem o seu futuro determinado em duas horas. Este ano, como desde o início dos exames nacionais, os estudantes e a JCP, desmascaram e combatem a sua existência. Constituindo a maior ferramenta de filtração e elitização do ensino, são exames iguais para realidades muito diferentes a desnivelar um ensino cada vez mais desigual e injusto.

    Na luta contra os exames nacionais sempre ecoou nos gritos dos estudantes: Ano após ano em duas horas filtram-se os estudantes, separam-se os que têm dinheiro e condições de estudo e seguem para o Ensino Superior, uma minoria, e os que não têm vão para o mercado de trabalho como mão-de-obra facilmente explorável.